1ª SECRETÁRIA DIOCESANA - Pastoral dos Ciganos

1ª SECRETÁRIA DIOCESANA

» 1ª SECRETÁRIA DIOCESANA
Fernanda Reis

Fernanda Eugénia Nunes dos Reis

1ª. Secretária Diocesana do Secretariado Diocesano de Lisboa (1977-2017)

 

Nasceu em Alcobaça, a 10 de Março de 1934.

Em 1952 concluiu o Curso de Magistério Primário, em cujo ensino trabalhou alguns anos. Posteriormente obteve o diploma do Instituto de Alemão e em 1979 concluiu a Licenciatura em História, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa onde, igualmente, frequentou o mestrado em História Medieval. Frequentou, nos mesmos anos, o Curso de Ciências Religiosas da Universidade Católica Portuguesa.

Exerceu como Professora dos ensinos preparatório e secundário desde 1975, obtendo, em 1982/83 a profissionalização. Aposentou-se em 2004, sendo professora efectiva do Liceu D. Dinis, em Lisboa.

A par do seu trabalho profissional, sempre exerceu voluntariado, concretamente junto da população cigana que, desde 1968, atraiu a sua atenção. Integrou, na sequência, a Obra Nacional Pastoral dos Ciganos (SDL), logo que esta foi criada, em 1972. Em 1977 foi nomeada Secretária Diocesana do Secretariado Diocesano de Lisboa. Na sequência da liderança das actividades desenvolvidas neste SDL, levou-o a constituir-se como IPSS. Foi Presidente da Instituição desde 1999.

Dedica-se a tempo inteiro, ainda que como voluntária, ao trabalho do SDL.

Ao longo da sua carreira e no âmbito da solidariedade, tem desenvolvido outras actividades de que se destacam as Colónias de Férias, tendo colaborado, como orientadora, em dois cursos de formação para professores do ensino básico, organizados pela Direcção Geral do Ensino Básico e Secundário, em 1989. Tema dos cursos: “O processo educativo na dimensão intercultural”. Módulos que leccionou: “Aspectos da cultura cigana”. Do mesmo modo organizou vários cursos de “formação de formadores”, com a colaboração de especialistas estrangeiros e tendo como objectivo preparar o processo intercultural na escola e na sociedade. Tem igualmente colaborado com autarquias, escolas e instituições religiosas, garantindo conferências, mesas redondas e debates vários sobre a cultura cigana e a problemática da sua inserção na sociedade maioritária.

É membro do Comité Catholique Internacional pour les Tsiganes, em cujas reuniões anuais participa regularmente e tendo já pertencido ao respectivo Comité de Animação.

Tem participado e desenvolvido projectos internacionais com diversos países, destacando-se a sua participação pioneira na formação de Mediadores. Na sequência de um desses projectos, o SDL formou, pela primeira vez em Portugal, um grupo de jovens como Mediadores.

Destaque-se ainda a sua participação em inúmeros congressos, tanto de âmbito nacional como internacional.

Foi membro do Comité Executivo da Rede Europeia para a Promoção de Ciganos e Nómadas, com sede em Bruxelas, desde 1994, tendo integrado a respectiva Direcção. É membro do Conselho Municipal para as Comunidades Migrantes e Minorias Étnicas, Câmara Municipal de Lisboa, desde 1994.

Participou, a convite do então Alto Comissariado para as Minorias Étnicas, no grupo que produziu o primeiro relatório sobre a situação da população cigana em Portugal.

Tem participado em diversos programas televisivos, abordando a temática intercultural, sucesso escolar e integração, nomeadamente: “Setenta vezes Sete”, “A hora da Verdade”, “Ponto por Ponto”, “Bom Dia”, “Conversa Afiada”.

Concebeu, projectou e organizou várias exposições sobre a mesma temática, nomeadamente no Palácio Foz (1988), no Pavilhão Carlos Lopes (1992), no Pavilhão da Ciência e Tecnologia (2000) e outras.

Dirigiu e coordenou diversos projectos de formação profissional e escolarização: “Caminhos Novos”, “Dinamization”, no âmbito dos Programas Horizon, I e II; “Rumo ao Futuro” e “Proklisis” no âmbito do Programa Integra; “Emprego Apoiado”, “Nautilus” e “DiverCidade”, em equipa, no âmbito do Programa Equal. Romaninet e Sedrin, no âmbito do programa Socrates/Erasmus. Promoveu e orientou vários cursos no âmbito do Programa Operacional de Lisboa e Vale do Tejo.

No âmbito da sua actividade com a população cigana, coordenou diversas publicações, de que se salienta: “Introdução histórica” ao Livro Ciganos. Álbum de Fotografia, Lisboa, 1992. A Comunidade Cigana na Diocese de Lisboa, estudo que dirigiu e coordenou, edição da Câmara Municipal de Lisboa, 1996. Igualmente: A Cozinha Cigana, Lisboa, 1997. Histórias Ciganas, Lisboa, 1997. Sida. Percepção e Incidência na Comunidade Cigana, Lisboa, 1999. Palavra e Comunicação, Lisboa, 1999. O Jovem Cigano e a Formação. Atitudes e perspectivas frente ao Mundo do Trabalho, Lisboa, 1999. Quadros da Vida Cigana, Entrevistas com…, Lisboa, 2000. A Família Cigana e a Habitação. Relação com os espaços de interior, Lisboa, 2001; Ciganos na Cidade. Retratos de Famílias, Lisboa, 2004.

Acrescem diversos artigos sobre a temática cigana para várias revistas e jornais.

 

Se gostou, partilhe com os seus amigos