Sobre a Instituição - Pastoral dos Ciganos

Sobre a Instituição

» A Instituição » Sobre a Instituição

Nota Histórica sobre o Secretariado Diocesano de Lisboa

A Pastoral dos Ciganos é a mais antiga que, na Diocese de Lisboa, se vem dedicando ao trabalho com a população cigana. Criado a partir da Obra Nacional da Pastoral dos Ciganos, fundada pela Conferência Episcopal Portuguesa em 1972, este Secretariado tem existência jurídica desde 1977, sendo a sua primeira Secretária Diocesana a actual Presidente, Drª. Fernanda Eugénia Nunes dos Reis. Constituiu-se em IPSS em 1985.

Instituição preocupada prioritariamente com a promoção e integração social do povo cigano, com um respeito total pelos seus valores culturais, que sempre tem procurado promover e dar a conhecer, tem apostado fundamentalmente na preparação e escolaridade das crianças e, por elas, na acção com as respectivas famílias. Tem vários trabalhos em realização em bairros onde esta população é abundante, a partir de outros tantos Centros, onde mantém em funcionamento cursos de Pré-Escolar e Centros de Actividades de Tempos Livres. Tem organizado um serviço de informação, dinamização e de apoio comunitário, privilegiando a ligação às entidades locais responsáveis, particularmente nos campos da saúde e da escola. Nos bairros, onde desenvolve activamente o seu trabalho, fá-lo, também, com a população não cigana, moradora nos mesmos, numa perspectiva integradora, de modo que os nossos Centros sejam sentidos como Casa de Todos.

Visando a preparação profissional dos jovens, tem concretizado vários cursos de formação profissional, a par do complemento da escolaridade obrigatória, contando com os apoios comunitários e os programas específicos existentes.

Tem editado várias obras, de entre as quais se destaca um estudo exaustivo sobre a Comunidade Cigana da Diocese de Lisboa, que contempla o levantamento completo da respectiva população, bem como os dados fundamentais, que são analisados, nos campos da habitação, socioprofissionais, culturais, etc…

Integra o Comité Catholique International pour les Tsiganes (CCIT), de que é membro efectivo.

Se gostou, partilhe com os seus amigos